astel@astelsp.org.br
img-quemsomos-astel

Corrupção pune participantes de fundos de pensão – Fonte: Correio Braziliense

bolsovazioBrasileiros que acreditaram na promessa de aposentadoria com renda adicional para garantir uma velhice tranquila estão em alerta. Responsáveis por administrar um patrimônio total de mais de R$ 300 bilhões, as fundações de previdência complementar de empregados da Petrobras, do Banco do Brasil, da Caixa Econômica e dos Correios foram envolvidas em recentes escândalos de corrupção, aumentando o temor, principalmente entre funcionários de estatais que têm no governo federal o principal acionista.

No caso do Postalis, fundo de pensão dos Correios, a ingerência política do PMDB e do PT causou um rombo de R$ 5,6 bilhões, depois que investimentos feitos entre 2010 e 2012 não foram aprovados devidamente. Os outros fundos figuram em lista do Ministério Público no âmbito da Operação Lava-Jato, deflagrada pela Polícia Federal, que não se restringiu à cobrança de propina em obras da Petrobras. Políticos investigados teriam criado um sistema para cobrar taxas pela aprovação de investimentos dos fundos de pensão, resultando em prejuízos bilionários às entidades.Correio Braziliense

Deixe uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
contador de acessos